Já passou a época em que o porco era um animal nojento e fedido, hoje ele está se tornando uma espécie de estimação e conquistando os brasileiros

O porco passou a ser um animal de estimação
Reprodução Pinterest
O porco passou a ser um animal de estimação

Se você também tem a ideia enraizada de que os porcos vivem em chiqueiros, cheios de lama e com mau cheiro, esse é o momento de deixar esse pensamento de lado. Os porcos vêm conquistando cada vez mais as famílias brasileiras, e as razões não são poucas: eles são sociáveis, dóceis e extremamente divertidos. Pode parecer um pouco exótico demais ter um porco em casa, mas nesse novo ambiente eles são animais cheirosos e muito carinhosos , como a maioria dos animais de estimação. 

Apenas no último ano as famílias que procuraram ou se interessaram por ter um porco em casa aumentaram em mais de 50%. Isso mostra que o animal está sendo visto com outros olhos, suas características próprias capazes de conquistar os humanos estão sendo reconhecidas. Se você ainda acha essa nova moda de ter um porco de estimação muito esquisita, leia a lista que fizemos e tente entender o que está acontecendo. 

Características físicas do porco

 Diferentemente do porco normal, que pode pesar até mais do que 100 kg, o porco de estimação  pesa cerca de 25 kg e não ultrapassa os 40 cm de altura (já adulto).

Geralmente o porco doméstico possui um porte pequeno, mas os de porte grande também podem viver em residências
Reprodução Pinterest
Geralmente o porco doméstico possui um porte pequeno, mas os de porte grande também podem viver em residências


Já as cores são bem variadas – e você pode escolher qual lhe agrada mais. Eles podem ser pretos, brancos, rosados, malhados e assim por diante. Além disso, o porco não solta pelos, sendo esta mais uma razão para ser adorado nos lares.

Comportamento do porco

via GIPHY

No ranking que define os animais com maior inteligência em todo o mundo, o porco de estimação está em 4º lugar. Ele só perde para os golfinhos, macacos, e para humanos. Ou seja, ele é mais inteligente do que os cachorros  e qualquer outro animal de estimação que estamos acostumados a ter em nossas casas. 

Essa característica reflete em muitas qualidades de seu comportamento. O miniporco é facilmente adestrado, o que permite que ele pegue as principais regras estipuladas pelo dono ainda enquanto filhote. Além disso, os porcos de estimação se apegam às famílias em questão de horas, criando confiança com extrema facilidade. Eles também exigem bastante atenção e adoram passar horas na companhia de seus donos. Não é à toa que o miniporco é tão parecido e comparado com os cachorros. 

As razões para que o miniporco esteja ganhando cada vez mais espaço nos lares brasileiros são bem plausíveis, mas vale lembrar que ele também precisa de alguns cuidados especiais. Ele não é mais aquele animal sujo e nojento que vive na lama, lembra?

Cuidados com a saúde e higiene do porco

O porco também demanda alguns cuidados
Reprodução Pinterest
O porco também demanda alguns cuidados

Os porcos são animais que podem sofrer com o ressecamento de pele. Para evitá-lo passe protetor solar nele nos dias quentes e hidratante nos dias frios.  O banho do porco doméstico deve ser realizado com água morna (para não acabar queimando-o) e com shampoo de PH neutro (para evitar alergias). O banho pode ser dado uma vez por semana. Diferentemente de outros animais de estimação, como é o caso do gato, por exemplo, o porco adora tomar banho e essa atividade será sempre divertida para ele.

O ideal é que o porquinho possa ser criado em um lugar com bastante espaço, o que permite que ele se exercite. Caso isso não seja possível, é fundamental sair pelo menos 3x por semana com ele para passear. Se ele não praticar atividades físicas, as chances de uma obesidade são enormes e isso acarretará em problemas para a saúde e para o comportamento do animal.

Seguir a risca as orientações de vacinações contra leptospirose e tratamentos contra vermes , por exemplo, é essencial. O porco também precisa de acompanhamento veterinário. 

Cuidados com a alimentação

É preciso tomar cuidado com a alimentação para o porco não ficar obeso
Reprodução Pinterest
É preciso tomar cuidado com a alimentação para o porco não ficar obeso

 O cardápio deste animal de estimação inclui milho, legumes de modo geral, folhas e frutas. É necessário manter a alimentação do animal de estimação com cautela, a fim de evitar a condição de obesidade. Alguns criadores também dão uma ração rica em fibras para seu miniporoco, porém, é preciso entrar em contato com o dono da loja (ou criador específico) que lhe entregou o animal para saber qual é o tipo de alimentação com a qual ele está acostumado, evitando qualquer tipo de desregulação em seu sistema digestivo.

Outras curiosidades 

1. Atualmente, os criadouros de porcos domésticos estão em Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro. Aos poucos, novos locais legalizados estão surgindo, devido à demanda na compra deste pet (principalmente nas capitais).

2. Os porcos domésticos vivem entre 15 e 25 anos – por isso, prometem passar um tempão com suas famílias.

3. O porco é sociável não só com seu dono e humanos de modo geral, como também, com outros animais de estimação. Ele prometem se dar bem com gatos, cachorros e principalmente com as aves – com destaque para os papagaios.

via GIPHY


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.