Tamanho do texto

Na maior parte dos casos o tumor de baço só é descoberto quando ele se rompe, causando hemorragia interna abdominal

Quando os veterinários falam sobre a importância de fazer consultas e exames preventivos nos animais eles não estão de brincadeira. Boa parte das doenças que atinge os bichinhos de estimação traz consigo alguns sintomas, mas outras são silenciosas e acabam sendo descobertas quando já estão em um nível muito avançado. Esse é o caso do tumor de baço nos cães. 

+ Já ouviu falar de depressão pós-canina? Ela é mais frequente do que imaginamos

Podendo ser considerado uma das causas mais comuns de morte de cachorros idosos, o tumor de baço é silencioso e quando se rompe causa uma hemorragia interna abdominal que, além de causar muita dor, é difícil de ser controlada. A única forma de descobrir o nódulo antes do rompimento é o exame de prevenção, normalmente o ultrassom total do abdome. 

O tumor de baço em cães é algo mais comum do que os donos imaginam
shutterstock
O tumor de baço em cães é algo mais comum do que os donos imaginam


O baço

Os animais, cães e gatos, podem viver sem esse órgão. De formato longo e tubular, o baço possui diferentes e funções no corpo do animal, mas àqueles que não o possuem mais costumam se recuperar e ter uma vida normal. 

As principais funções são filtração do sangue (ocorre a remoção de bactérias e células mortas ou velhas do sangue, função que é feita principalmente pelo fígado), reserva de plaquetas (produzidas pela medula óssea elas entram em ação em casos que necessitam coagulação), produção de células vermelhas (trabalho que é apenas secundário, a produção principal fica por conta da medula óssea) e produção de anticorpos (importante para o sistema imunológico, não é algo essencial à vida, o animal fica apenas mais vulnerável). 

+ Gengivite em gatos atinge a maioria dos felinos idosos e precisa de atenção

Tumor de baço

Problemas no baço geralmente são causados por outros desequilíbrios que ocorrem no organismo do cachorro, mas isso não é uma regra. Normalmente acontece em animais mais velhos, acima de 6 anos de idade, e de médio ou grande porte. 

Só o veterinário será capaz de dizer qual a gravidade do caso, mas os nódulos menores (abaixo de 1 cm) não costumam ser considerados tão preocupantes, já que se houver o rompimento, uma gordura presente no organismo é capaz de impedir a hemorragia. Mesmo assim, é importante saber se os tumores são benignos ou malignos. 

Diagnóstico

Como já foi dito, a doença não possui sintomas específicos. Os nódulos normalmente são descobertos quando outros problemas afetam o animal. Ultrassom e raio-x abdominal são capazes de apontar o problema diretamente. Exames de sangue, urina e eletrocardiograma que mostram resultados alterados podem indicar para algum problema no baço. 

+ Você sabia que os pets também têm diabetes? Entenda a doença e como tratá-la

Se o tumor se romper e a hemorragia interna iniciar, alguns sintomas serão vistos. Entre eles está a falta de apetite, letargia e vômito ou fezes com presença de sangue. 

Tratamento 

A melhor opção para cuidar de um cão que sofre com tumor de baço sempre será dada pelo veterinário, mas a maioria dos casos a solução é operar. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.