Os planos para pets não são um investimento muito alto e podem ser a salvação em um momento complicado

Milhões de lares no Brasil têm como membro da família um animal de estimação , geralmente um cachorro ou um gato. A preocupação com eles se equipara a que se tem com qualquer outro ente querido e por isso todos sabem que cuidar da saúde deles é fundamental. O grande problema é que muitas vezes os exames ou procedimentos médicos dos bichinhos custam muito caro. De olho nessa necessidade foi criado mais um segmento para o mercado pet, o plano de saúde para animais. 

via GIPHY


O melhor dessa novidade é que a realidade é bem diferente do que se imagina: contratar um plano de saúde para animais pode ter um custo bem razoável. Com aproximadamente R$ 50,00 mensais é possível adquirir um plano que cobre atendimento de emergência, exames laboratoriais, consultas e vacinas. Para aqueles que desejam investir mais - e consequentemente adquirir outros benefícios - valores entre R$ 100,00 e R$ 200,00 dão direito até a tratamentos mais específicos, como a acupuntura veterinária

Para desfrutrar de todas essas vantagens sem ter surpresas desagradáveis é preciso ficar atento a algumas questões. Existem diferenças entre os planos de clínicas e hospitais veterinários e com os planos de saúde de fato. A primeira opção não representa efetivamente planos de saúde e, sim, "pacotes" que permitem consultas, tratamentos diversos e exames apenas no local determinado. Para os donos de pets que já possuem um veterinário ou que precisam de um profissional que não é oferecido no local isso não é muito vantajoso. 

via GIPHY

 Os planos de saúde propriamente ditos, são semelhantes aos oferecidos para humanos, contam com redes credenciadas de profissionais com várias especialidades, além de laboratórios, hospitais e clínicas. Além da possibilidade de escolha do profissional. 

Geralmente o valor do plano de saúde para animais varia de acordo com o porte e a raça. É preciso prestar atenção também no período de carência. Antes da contratação é importante analisar as opções, averiguar as necessidades do bichinho e conversar com veterinários, evitando assim o risco de uma despesa além da mensalidade. Os planos mais consolidados no mercado são regulamentados pela Superintendência de Seguros Privados (Susep).



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.