Mesmo que o arranhar seja um comportamento natural dos gatos, existem formas de salvar os móveis da casa

Alguns gatos que tem a mania de arranhar acabam se tornando destruidores
shutterstock
Alguns gatos que tem a mania de arranhar acabam se tornando destruidores

Olá, amigos do Canal do Pet , tudo bem? Hoje vim falar sobre a mania que muitos gatos têm de arranhar tudo que está pela frente. 

A presença de um gato dentro de casa traz muita alegria, quem tem um sabe. Porém, eles possuem alguns comportamentos naturais que podem, muitas vezes, causar um problema dentro de casa , mesmo que seja traços absolutamente naturais da espécie. Um bom exemplo disso é a mania de arranhar os móveis que muitos adquirem.         

Por que arranham?

O comportamento de arranhar é normal e instintivo nos felinos, que agem assim desde filhotes. As hipóteses que existem para essa conduta são: afiar as unhas, fazer aquele alongamento, demarcação olfativa e também para deixar sinais visuais de sua presença, já que, ao arranhar tecidos os desfiam facilmente. Esses “desfiados” bem visíveis se tornam uma forma de o gato sinalizar a ele próprio e a outros bichanos que ele esteve por ali e o local é familiar.

Exatamente por isso que eles costumam preferir arranhar itens que estejam em locais de passagem de pessoas e também outros animais.

E como prevenir?

Há algumas medidas que podem ser tomadas para evitar que um sofá ou pufe sejam destruídos pelas garras poderosas dos nossos amigos felinos.

Falando em garras, uma providência é manter as unhas deles aparada, cortando periodicamente com o alicate específico para unhas de gatos. Assim, o poder de destruição fica um pouco menor.

Outro ponto importante é disponibilizar vários tipos de arranhadores em locais estratégicos da casa (passagem), para que os gatos possam arranhar, pois, como disse, esse é um comportamento natural deles e o que devemos fazer é direcioná-lo para itens que podem e devem ser usados para esse fim.

via GIPHY

Aqui valem arranhadores comprados em pet shops, feitos em casa, tapetes colocados na parede com fita dupla face. Para incentivar o gato a usar esses arranhadores, uma medida útil é esfregar a erva catnip neles , para que eles se sintam motivados a explorar o objeto e possivelmente, a arranhar. Quando eles percebem que a superfície é boa para agarrar com as unhas, tendem a começar a utilizar com mais frequência.

É importante também pensar na altura e na posição dos arranhadores que serão disponibilizados para os gatos: alguns preferem arranhar na horizontal (um tapete de sisal, por exemplo), mas grande parte prefere superfícies verticais. E, para que curtam mesmo, o ideal é que eles consigam se esticar e ficar de pé, ou seja, não adianta comprar um arranhador baixinho se o gato é daqueles grandões: a chance de ele preferir o braço do sofá será muito maior. 

Protegendo o sofá

Ao mesmo tempo que devemos disponibilizar arranhadores bem legais para os gatos, há formas de proteger aquele sofá lindo e novo.

Aliás, antes de comprar, vale pensar em tecidos que sejam menos atrativos para gatos, ou seja, aqueles que não fazem tanta trama e não desfiam fácil. Costuma-se indicar o aquablock.

Mas, se a intenção é escolher outro tecido, colocar uma capa no sofá feita em tecido mais resistente pode ser uma medida bem útil contra o arranhar do bichano. E aí, no dia em que aquela visita vier, basta tirar a capa e o sofá estará ali, intacto. Espero que tenham gostado das dicas. 

Um abraço a todos,

Alexandre Rossi. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.