Problemas como este podem tornar o passeio algo desgastante e cansativo para o cão e para o dono

O passeio com o seu pet é um momento de pura alegria, e não poderia ser diferente. É nessa hora que ele vai descobrir o mundo fora de casa, sentir cheiros diferentes, ver movimentos, pessoas e outros cães. Então, além de ser muito importante para a sociabilização do animal , também é essencial para gastar um pouco de energia e diminuir a ansiedade por ficar muito tempo no mesmo espaço. Mas quando o cachorro tem algum problema, como o medo de carro, esse momento se torna muito estressante. 

Cachorros que ficam no quintal e latem para todos os automóveis que passam também tem medo de carro
shutterstock
Cachorros que ficam no quintal e latem para todos os automóveis que passam também tem medo de carro

Basta passar um automóvel que ele começa a latir, rosnar, quer avançar, vira uma fera! Assim, o passeio não evolui devido ao medo de carro que ele tem. Dessa forma o passio deixa de cumprir seu principal papel: em vez de relaxar o pet, o deixa ainda mais agitado.

Isso também pode acontecer com cães que, do quintal, têm acesso à rua, seja por visão ou audição, e que, cada vez que passa um carro, é aquela escandalo.

Muitas pessoas começam a falar ou até gritar com os cães nessa situação, mas isso só reforça o comportamento, uma vez que ele acredita que o tutor está “latindo” junto com ele para eliminar a ameaça.

Por que eles agem dessa forma?

Há várias razões para os cães não gostarem de carro, entre elas, o medo, uma vez que eles não conhecem esse “animal” grande e barulhento. Como não houve contato suficiente durante o seu desenvolvimento, ele não enxerga um veículo como algo que não apresenta perigo imediato.

Outra razão é o instinto de caça, cães são predadores, então, eles podem latir por ter algo desconhecido no que ele considera como seu território, ou mesmo querer perseguir para ganhar a caça.

Como evitar

Devemos deixá-los longe da rua ou parar com os passeios? Existe uma forma muito mais segura e saudável para corrigir esse comportamento, de forma que o cão não perca seu espaço ou exercício. Tudo se resume a dessensibilizar.

No início do treino, acostume o seu cão com barulhos de carros gravados, fazendo sempre uma associação positiva. Toque diferentes sons de veículos e vá aumentando o volume gradativamente, enquanto o recompensa com algo muito legal . Pode ser um petisco, um brinquedo e até um carinho, desde que ele ache a troca justa.

via GIPHY

Claro que o barulho de um carro em um som não se compara ao real, por isso, após o treino em um ambiente controlado, faça o mesmo treino na rua ou no quintal. Cada vez que um carro se aproximar, recompense-o por não latir.

No passeio, comece por ruas mais calmas, sem muito movimento, e vá, aos poucos se aproximando de lugares mais movimentados, sempre atento às reações do cão e recompensando o comportamento desejado. Mas cuidado para não recompensar o latido, pois isso pode aumentar o comportamento em vez de extingui-lo.

Conte sempre com a ajuda de um adestrador qualificado em comportamento para auxiliar no treino do medo de carro e te ajudar a entender melhor seu pet. Quanto antes o adestramento começar, maiores serão as chances de prevenir qualquer comportamento indesejado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.