Adestradora dá dicas de como lidar com dois cães em um mesmo ambiente. Elogios e deixar que um cheire o traseiro do outro podem ajudar

A convivência entre os cães pode ser estimulada desde cedo. Por isso, o tema dessa coluna será a apresentação de filhotes . No caso de adoção ou de compra de dois filhotes ao mesmo tempo, e que são desconhecidos, a introdução a um novo ambiente já é um pouco estressante. A apresentação de um novo companheiro de espécie pode ser mais ainda. Então, tudo tem que ser feito com cautela.

Qual a quantidade ideal de banho no cachorro?

Convivência entre cães pode começar com a apresentação dos filhotes
Creative Commons
Convivência entre cães pode começar com a apresentação dos filhotes


Passar um paninho em cada um dos cães e colocar nas caminhas ou embaixo do pote deles ajudará a associar o novo companheiro a coisas boas e facilitar a convivência. No primeiro contato, o ideal é que eles estejam em guias para um controle maior.

Alguns cães são mais calmos ou até receosos e outros, mais bagunceiros e destemidos. Nesse caso, é importante cuidar bastante para que o destemido não assuste o receoso. Cada vez que o mais receoso se aproximar do mais agitado, lembre-se de elogiá-lo e de encorajá-lo.

Dicas para viajar com animal de estimação

Sempre que dois cães vão se conhecer, é importante que o primeiro contato não seja olho no olho. É legal que um cheire o traseiro do outro para evitar confrontos. Se após um tempo (depois de já terem se cheirado) os dois se mostrarem calmos, é possível que eles interajam frente a frente, sempre sob supervisão e os encorajando a brincarem juntos, com muitas recompensas de carinhos ou petiscos.

Caminhar com os dois juntos é um modo bom para relaxarem e gastarem energia, além da companhia se tornar uma ótima associação positiva entre eles. Deixar um cheirar as fezes do outro é uma maneira de eles se conhecerem, além de ser uma forma não verbal de comunicação dos cães. Uma vez que os dois estão defecando na presença um do outro, é um sinal muito bom de que eles estão confortáveis com a presença do outro.

Como criar uma amizade entre cachorro e gato

Fazer massagem nos dois também ajudará a mantê-los calmos. Treinar comandos básicos de obediência com os dois ao mesmo tempo é recomendado, pois, nessa hora, eles aprenderão a exercitar o corpo e a mente, interagindo com os donos e fazendo novamente uma associação positiva com a presença do amigo.

Após esses passos, já é possível tirá-los da guia e deixá-los interagir, lembrando sempre, para uma melhor convivência, de elogiar comportamentos calmos e de interromper caso algum deles esteja passando do limite.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.