É preciso identificar os motivos do latido excessivo dos pets para conseguir educá-los com eficácia e diminuir o problema

O latido é da natureza dos cães, variando apenas em quantidade e intensidade. O ato possui diversas finalidades que vão desde comunicação, expressão dos sentimentos e até mesmo defesa. Entretanto, um cachorro latindo demais pode ser sinal de algum problema com o pet.

Leia mais:  Cortar as cordas vocais do cão se ele late muito é uma boa ideia?

Além disso, um cachorro latindo insistentemente e com muita frequência pode desequilibrar uma família e trazer problemas com os vizinhos. Por isso é preciso identificar o motivo do latido excessivo e depois tomar medidas educativas com o pet, inibindo o ato.

Por que o cachorro late muito?

O latido não é necessariamente uma coisa ruim, os pets latem por alegria e felicidade. Outros motivos para o comportamento são:

  • Querer interagir com outro cachorro;
  • Querer brincar;
  • Medo de algo que viu, ouviu ou sentiu;
  • Avisar que detectou algo suspeito;
  • Proteger o próprio território.
Um cão latindo demais pode querer chamar a sua atenção para algo.
Reprodução/ Shutterstock
Um cão latindo demais pode querer chamar a sua atenção para algo.


Os motivos listados acima são naturais e, na maioria dos casos, não levam o pet a latir excessivamente. Entretanto, existem outras causas que são motivo de preocupação para os donos:

  • Tédio ou frustração: A falta de brinquedos, atividades físicas e interação com os donos ou outros animais pode deixar o animal frustrado
  • Chamar atenção: O cão também pode latir para chamar a atenção do dono e conseguir comida, carinho, entre outras coisas.
  • Dor: Cães doentes ou feridos latem quando sentem dor. Nesses casos, além do latido algumas outras atitudes e mudanças comportamentais podem ser notadas no bichinho.

Veja também:  Você sabe dizer por que os cachorros latem?

Como lidar com cães que latem muito?

Brigar com o cachorro só irá piorar o quadro de latidos caso o interesse do pet seja chamar a atenção. Nesses casos, qualquer tipo de reação do dono será vista como recompensa, pois ele parou de fazer o que estava fazendo para se dedicar ao cão.

Ao contrário disso, fique mais perto do pet em horários específicos do dia e em momentos em que ele está requisitando o seu carinho. Certifique-se que a alimentação dele está adequada, deixe brinquedos disponíveis para o pet e o leve para passear diariamente para que ele consiga gastar energia.

Não deixe  o local de descanso do pet perto de lugares movimentados, como ruas ou locais de passagens de pessoas. Isso pode gerar estresse no pet, o levando a latir ainda mais. Caso ele demonstre medo a certo objeto ou pessoa, procure introduzir tal elemento gradativamente na sua vida, para que ele perca assim o estranhamento com tal coisa. 

Leia mais:  10 raças de cachorros que latem com maior frequência

Jamais recompense ou distraia o pet nesses casos, isso pode piorar o  cenário. Por exemplo, um cão que late por medo e ganha um petisco logo irá correlacionar o alimento com o ato de fazer barulho, piorando o seu comportamento. Em últimos casos, um especialista em comportamento animal poderá indicar qual é a melhor forma de lidar com um cachorro latindo excessivamente. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.