As vezes, mesmo que o animal tenha feita algo de errado, não é o momento de brigar com ele; entenda o por que

Entender o motivo que leva os cães a apresentarem certos comportamentos inadequados  pode nos ajudar a desenvolver alguns treinos que evitem que eles se repitam e se fortaleçam. Dessa forma será possível saber o momento certo de dar uma bronca ou apenas ignorar o cachorro. 

O entendimento faz com que todos os membros que convivem com o animal possam auxiliar no enfraquecimento e até mesmo na extinção do comportamento que não esteja agradando a família, evitando dar bronca no bichinho e melhorando ainda mais a convivência entre todos. 

Existe uma hora certa para dar bronca no cachorro e ter um resultado positivo
shutterstock
Existe uma hora certa para dar bronca no cachorro e ter um resultado positivo


Quando pequenos

Quando são filhotes, os cães são sempre muito amados e acariciados por todos os membros da família e, por muitas vezes, acabam aprendendo uma série de comportamentos que, quando adultos, podem não ser tão legais.

Com isso, acabamos não nos preocupando em manter uma linguagem única de comunicação, demonstrando para ele desde o início o que ele "pode" ou "não pode" fazer.

Limites

Partindo do princípio de que devemos educar e dar limites ao nosso animal de estimação, é importante ensinar o significado da palavra "não". Podemos fazer o animal aprender colocando um petisco no chão.

Toda a vez que o cão tentar pegá-lo, o seguramos pela guia ou o afastamos com as mãos, dizendo enfaticamente "não". Repita o treino algumas vezes. Se o cão desistir de roubar o petisco, recompense-o com outro pedaço. Logo ele entenderá que, quando você fala "não", ele deve parar o que está fazendo.

Não se esqueça de tentar recompensá-lo o máximo de vezes possíveis em seu dia a dia, quando ele agir da maneira correta. Dessa forma, manteremos ativo na cabeça do animal o condicionamento previamente aprendido. É importante que o treino seja realizado por todos os membros que convivem com o cão.

via GIPHY


Quando usar a bronca

Ainda assim, esse treino pode não ser suficiente para que o pet deixe de executar os comportamentos indesejados. Em alguns casos, os atos considerados errados, para ele, são mais recompensadores do que o petisco ou brincadeira oferecida.

Nesse momento, devemos dar bronca com a intenção de interromper o comportamento logo que ele for iniciado. Havendo sucesso na interrupção, recompensamos o cão com algo que ele goste muito. Lembrando que devemos testar a sensibilidade dele com a bronca que usaremos, na intenção de causar susto ou gerar pequenos desconfortos com borrifadores de água, lata com pilha ou moedas (chacoalhar com barulhos).

No entanto, lembre-se de que a bronca nunca deve ser aplicada após o comportamento ter sido realizado. Por exemplo, não devemos usar esse recurso de aprendizado para tirar o cão do sofá, mas sim no momento em que ele estiver tentado subir no mesmo. Caso ele desista, recompense-o.

Por isso é preciso ter alguma recompensa em mãos,  antes de dar uma bronca. Dessa forma, o animal entenderá que a troca de obedecer/respeitar vale muito mais a pena.

Caso não tenha segurança para aplicar uma bronca da forma ideal, consulte um profissional de adestramento. O uso indevido dela pode tornar ainda mais difícil uma situação que poderia ser resolvida com facilidade.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.