O processo de socialização se inicia desde o momento do nascimento e se estende até os primeiros meses de vida do cãozinho

A socialização se inicia quando filhote na convivência com os irmãos
Reprodução Pinterest
A socialização se inicia quando filhote na convivência com os irmãos

Você sabe o que é a socialização para os animais de estimação? São pequenas ações e estímulos  que farão o pet se acostumar com os diferentes barulhos, pessoas, animais de diferentes sexos, outros bichinhos e, dessa maneira, se tornar mais seguro e feliz. Isso também melhora a relação com o dono. 

Para o cãozinho que ainda é filhote e sai de casa ou do canil pela primeira vez, tudo pode ser muito assustador. Por isso, o bichinho deve ser apresentado aos estímulos o quanto antes, mas de maneira progressiva e com cuidado, para evitar sustos e traumas. A socialização só será eficiente se feita da maneia correta. 

Período de ínicio da socialização 

O cãozinho começa a socializar quando nasce. Nos primeiros 60 dias de vida, os animais aprendem muitas coisas com a convivência da mãe e dos irmãos, como ter disciplina e se relacionar, por exemplo. O ideal é que o pet não seja retirado da ninhada antes desse período, justamente para não pular esse aprendizado.

Entre dois e três meses de idade, se inicia de fato a primeira fase da socialização do animal. É nesse período que devemos nos atentar para as “apresentações” necessárias, pois é quando o cérebro do filhote está mais aberto a novos aprendizados. Contudo, muitos tutores questionam como socializar o cãozinho, pois ele ainda não tomou todas as vacinas necessárias  para se manter imune a doenças e por isso é recomendado que ele não saia de casa ou tenha contato com outros animais. 

via GIPHY

Isso é muito importante, porque realmente não podemos expor o filhote às doenças. Mas os estímulos podem começar dentro de casa mesmo, com a visita de crianças  e adultos, expondo o animal a barulhos diversos, como o do aspirador de pó, do secador de cabelo, da máquina de lavar, entre outros.

Com a autorização do veterinário, é possível sair com o filhote no colo para passeios na rua e de carro. Nessas voltinhas, os bichinhos começam a se acostumar com os veículos, com as diferentes vozes e com pessoas de todos os tipos. É recomendado ainda, se possível, apresentar o filhote a outros animais já vacinados e saudáveis.

A socialização é necessária e muito importante. Caso você não se sinta confortável ou seguro para exercer essa tarefa de maneira correta com o seu companheiro, busque a ajuda de um profissional especialista em comportamento. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.