Saiba os possíveis motivos da agressividade canina, veja dicas para tratar de um cachorro bravo e acabe com suas dores de cabeça

A agressividade é um extinto protetivo de qualquer animal, inclusive do homem. Ela passa a ser algo prejudicial quando aparece de forma descontrolada. Um cachorro bravo que não conseguem controlar essa agressividade pode ser motivo de grandes dores de cabeça para o dono. Fica difícil passear na rua com o animal ou receber visitas em casa e a única saída pode ser a educação por meio de adestramento

via GIPHY

Muitos fatores contribuem para a formação do comportamento de um cachorro bravo , eles vão desde a herança genética e as características da gestação, até o período de socialização e acontecimentos diários. Por isso, quando o comportamento canino já está moldado é muito difícil modifica-lo.

As causas da agressividade canina

O fato de o cão ser bravo pode não estar ligado diretamente a raça dele
Reprodução
O fato de o cão ser bravo pode não estar ligado diretamente a raça dele

O adestrador especialista em comportamento canino Rogério Silveira explica que algumas raças são mais predispostas a agressividade canina , mas que a combinação da genética com o ambiente é determinante. O desenvolvimento do animal em uma gestação estressante, por exemplo, pode resultar em um cachorro bravo. As experiências do filhote durante período de socialização, que vai do terceiro ao quarto mês de idade, também são fundamentais na formação do comportamento canino .

Os problemas de agressividade canina quase sempre estão  relacionados à falta de confiança, o que gera um comportamento defensivo. Assim o cão pode agredir para se defender quando se sente ameaçado ou para defender uma pessoa, outro animal ou objeto. Outras explicações podem ser a falta de atividade física e a exposição à dor.

Existe também o comportamento canino de presa que pode ser confundido com agressão. Algo desperta o instinto predador do animal e ele acaba saindo de controle. “Isso é acionado por movimento e barulhos. Uma criança, outro cão, ou seres não vivos como bicicleta, skate, carro, bola”, explica Rogério.

O que fazer aos primeiros sinais de um cachorro bravo

Os cachorros aprendem por meio de estímulos e consequências, ou seja, se o dono agir com agressividade, o comportamento agressivo do animal pode piorar. A melhor medida é ignorar e só se dirigir ao bicho novamente quando ele estiver calmo. . “Quando um cão está agressivo, agradá-lo, ou puni-lo, só vai torná-lo ainda mais agressivo. O que deve ser trabalhado são os comportamentos anteriores ou posteriores, enquanto o cão está calmo, através de reforço positivo (agradar, ou dar algum petisco)”, ensina o adestrador.

A regra básica é não dar a oportunidade do cão morder, isso pode ser evitado pelo uso de focinheira ou pelo ganho de confiança e obediência do animal com o dono. Não demonstrar medo é fundamental.

via GIPHY


4 comportamentos errados que influenciam na formação de um cachorro bravo

- Provocar o animal a rosnar ou ameaçar roubar a comida, o osso ou o brinquedo do animal.

- Esticar e puxar a guia do cachorro quando ele se torna agressivo durante um passeio na rua, em vez de mudar a direção e sair do foco do problema.

-Agradar o cão após um comportamento errado.                                                                                                      

-Insistir que o animal faça algo que ele já demonstrou não estar disposto.                                   

É sempre melhor evitar a agressividade canina do que, depois de um comportamento formado, ter que tratá-lo. Para evitar que tenha um cachorro bravo em casa, comece a se preocupar com a educação desde filhote.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.